25 junho, 2007

Anedota verídica

Tenho estado a corrigir exames e a anotar verdadeiras pérolas de anedotário, para enviar um dia destes a colegas e amigos mais dentro da área. Hoje destaco uma coisa de cultura geral. Fico muito satisfeito por saber que as leis da hereditariedade, de Mendel, terem sido já objecto de um Nobel, apesar de ser da paz, não percebo porquê.

A pergunta era "quem é que descobriu as leis segundo as quais se transmitem os caracteres hereditários?". Resposta clara de um aluno: Nelson Mandela. Afinal, que importância tem um "a" por um "e" e outro final a mais ou a menos?

Pior foi outro aluno, que respondeu "Mengele". De facto, relaciona-se com a "genética" (salvo seja!), mas que resposta horrorosa.

1 comentário:

PJ disse...

Esta constitui uma das suas perguntas eliminatórias, conforme escreveu em tempos num artigo sobre testes com resposta de escolha múltipla?