19 julho, 2007

Sobre a educação superior (IV)

Os externos e os internos

As universidades vão ter um conselho geral, o órgão de governação estratégica, com membros internos e externos. Não me preocupam nada os externos, mas sim os internos, coisa que ninguém discute. Segundo uma regra minha prática, como o texto ultrapassa uma página, remeto para as minhas notas.

1 comentário:

Henrique disse...

«Mas os internos? De manhã vão a despacho ao reitor, à tarde são-lhe superiores, no CG. De manhã, engoliram uma decisão do reitor que lhes foi desfavorável. À tarde, não se vão "vingar"? De manhã, ao café do departamento, discutiram, como professores, uma medida no âmbito do poder executivo do reitor. À tarde, no CG, não vão tender a imiscuir-se na gestão e aproveitar o CG para voltar à discussão do café da manhã?»

O Reitor não faz parte do Conselho Geral, também?... Confesso que não estou a ver. E continuo com receio dos externos, onde distingo um conjunto de patos bravos que (até) já se manifestaram sobre o assunto.
Espero, verdadeiramente, estar enganado,mas temo que seja o meu amigo que imagina coisas num país que não é o nosso.