28 abril, 2007

Estou mesmo velho...

Leio no Público que faz hoje 85 anos, que está portanto bem vivo, um ídolo da minha meninice: Barrigana. Se não sabem quem foi, googlem. E, com isto, dou por mim que estou mesmo velho...

3 comentários:

Anónimo disse...

Nas histórias de família contavam-me que o Barrigana foi jogar para o Porto, depois de o guarda-redes portista, um hungaro, se ter eclipsado por medo da deportação pelas suas posições anti-fascistas. O nem sempre o podre regime protegeu as suas vedetas.
Quem se lembra do nome desse "keeper" e do terror que o terá feito fugir?
AE

Myres Luiza Nogueira da Gama disse...

Boa noite, tenho uma coisa a lhe dizer: o Sr. é imortal, sua matéria se vai mas o seu espírito sempre estará conosco, isto são coisas profundas. Tenho a maior admiração por suas obras, imorredouras como o Sr. Tive a maior satisfação de prestar este comentário, o que já gostaria de tê-lo feito há muito.
Saúde, tranqüilidade, paz, enfim tudo o que a vida pode nos oferecer de bom é o meu desejo. Cordiais Saudações, Myres Luiza Nogueira da Gama.

Myres Luiza Nogueira da Gama disse...

Boa noite, tenho uma coisa a lhe dizer: o Sr. é imortal, sua matéria se vai mas o seu espírito sempre estará conosco, isto são coisas profundas. Tenho a maior admiração por suas obras, imorredouras como o Sr. Tive a maior satisfação de prestar este comentário, o que já gostaria de tê-lo feito há muito.
Saúde, tranqüilidade, paz, enfim tudo o que a vida pode nos oferecer de bom é o meu desejo. Cordiais Saudações, Myres Luiza Nogueira da Gama.